A Ciência Salvou minha Alma

Método Científico

Método científico

 

Autor: Widson Porto Reis
Fonte: Projeto Ockham

 

Introdução

Se eu lhe dissesse que o tempo passa mais devagar no primeiro andar de um prédio do que no último, você:

a) acreditaria na minha palavra (porque, afinal, eu devo saber o que digo  para estar escrevendo um artigo);
b) não acreditaria (porque é muito absurdo para ser verdade);
c) acreditaria (porque um amigo seu já teve essa sensação antes);
d) não acreditaria (porque não há nada na Bíblia sobre isso);
e) acreditaria (porque você conhece a Teoria da Relatividade de Einstein que diz que o tempo passa mais devagar próximo a campos gravitacionais, mas sabe que a diferença em questão é tão pequena que só pode ser sentida por relógios de altíssima precisão.

Mais importante do que a sua resposta à pergunta é a questão que se origina dela: quais os critérios que você usa para decidir no que acredita ou não? Você sempre aceita a palavra das autoridades no assunto? (Mesmo daqueles que se auto-intitularam autoridades?) Baseia suas crenças no “bom senso comum”? (E acredita que o seu senso é bom e comum?) Acredita no que a maioria das pessoas acredita? (Afinal, alguns milhões de pessoas não podem estar erradas…) Confia suas crenças a respeito da Natureza a livros sagrados de alguma religião? Não acredita em nada, mas também não é muito rápido em duvidar, pois, segundo Shakespeare, “há mais no céu e na Terra do que sonha nossa vã filosofia”? (Ou seja, permanece num estado de stand by crédulo?)

Continue lendo

A Ciência é uma Religião?

A Ciência é uma Religião?

 

Autor: Richard Dawkins
Tradução: Eliana Curado
Fonte: Filosofia e Educação
Texto original: Positive Atheism

 

O Humanista do Ano de 1996 fez esta pergunta em palestra proferida ao receber prêmio da Associação Humanista Americana.

Está na moda ter uma raiva apocalíptica da ameaça que representa à humanidade o vírus da AIDS, o mal da “vaca louca” e muitos outros, mas penso que devemos nos preocupar com a fé, um dos grandes males do mundo, comparável ao vírus da varíola, mas mais difícil de ser erradicado.

A fé, sendo uma crença não baseada em provas, é o vício principal de qualquer religião. Quem, ao olhar a Irlanda do Norte ou o Oriente Médio, pode dizer enfaticamente que o vírus cerebral da fé não seja extremamente perigoso? Uma das estórias contadas aos jovens muçulmanos que são homens-bomba suicidas é que o martírio é a maneira mais rápida de se chegar ao paraíso – e não apenas ao paraíso, mas a um lugar especial, onde serão recompensados com o prêmio de 72 noivas virgens. Ocorre-me que nossa melhor esperança pode estar associada a uma espécie de “controle de armas espirituais”: enviar teólogos especialmente treinados para diminuir progressivamente esse número de virgens.

Continue lendo

Sam Harris falando sobre Células-Tronco e Moralidade

Para visualizar as legendas, basta ir com o cursor do mouse até a seta localizada no canto inferior direito do player do You Tube, e clicar na segunda opção (Ativar legendas).

  • Calendário

    abril 2017
    D S T Q Q S S
    « nov    
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30  
  • Livros relacionados com o tema

    Bertrand Russell - “Porque não sou cristão”
    Christopher Hitchens - “Deus não é grande”
    Daniel Dennett - “Quebrando o encanto”
    Júlio José Chiavenato - “Religião: da origem à ideologia”
    Michel Onfray - “Tratado de ateologia: física da metafísica”
    Richard Dawkins - “Deus, um delírio”
    Sam Harris - “Carta a uma nação cristã”

  • Albert Einstein

    “Não posso imaginar um Deus a recompensar e a castigar o objeto de sua criação. Não posso fazer idéia de um ser que sobreviva à morte de seu corpo. Se semelhantes idéias germinam em um espírito, para mim ele é um fraco, medroso e estupidamente egoísta.”
  • Dan Baker

    “Sou ateu porque não há evidência para a existência de Deus. Isso deve ser tudo que se precisa dizer sobre isso: sem evidência, sem crença.”
  • Joan Robinson

    “Poucas pessoas se dão ao trabalho de estudar a origem de suas próprias convicções. Gostamos de continuar a crer no que nos acostumamos a aceitar como verdade. Por isso, a maior parte de nosso raciocínio consiste em descobrir argumentos, para continuarmos a crer no que cremos.”
  • Isaac Asimov

    “Se o conhecimento pode criar problemas, não é através da ignorância que podemos solucioná-los.”
  • Bertrand Russell

    “O fato de uma crença exercer bom efeito moral sobre um homem não constitui prova alguma a favor de sua verdade.”
  • Ashley Montagu

    “A ciência tem provas sem certeza. Os teólogos têm certeza sem qualquer prova.”
  • Ludwig Feuerbach

    “Sempre que a moralidade baseia-se na teologia, sempre que o correto torna-se dependente da autoridade divina, as coisas mais imorais, injustas e infames podem ser justificadas e estabelecidas.”
  • Karl Marx

    “A religião é o suspiro da criatura aflita, o estado de ânimo de um mundo sem coração, porque é o espírito da situação sem espírito. A religião é o ópio do povo.”
  • Friedrich Nietzsche

    “O homem procura um princípio em nome do qual possa desprezar o homem. Inventa outro mundo para poder caluniar e sujar este; de facto só capta o nada e faz desse nada um Deus, uma verdade, chamados a julgar e condenar esta existência.”